Cabinda

Cabinda é uma das 18 províncias de Angola, localizada na região norte do país, sendo a mais setentrional e também único enclave da nação, venha explorar a província de e conhecer os pontos turísticos mais visitados, saiba onde ficar, onde comer, e como de deslocar de um local para o outro.

História

A província de Cabinda é uma das 18 províncias de Angola, localizada na região norte do país. A capital é a cidade e município de Cabinda.

O nome “Cabinda” tem origem da junção dos termos “Mafuca Binda”, onde a palavra “Mafuca” que nos antigos reinos de Loango, Cacongo e Nagoio era uma espécie de intendente geral do comércio e homem de confiança do rei, e a palavra “Binda” significava todas as transações comerciais.

A cidade de Cabinda foi a sede do protetorado Português e do distrito do Congo até 1917, quando passa a ser a cidade de Maquela do Zombo. Em 1955 Angola acabou por ser divido em 13 distritos, tendo Cabinda deixado de ser Intendência-Geral e conseguido a restauração de seu estatuto de distrito, ficado sob jurisdição da província de Luanda até 1972, quando finalmente tornou-se plenamente província de Angola.

Dados Geo-Demográficos de Cabinda

A província de Cabinda tem uma área total de 7.270 Km2, é a província mais a norte de Angola. É um enclave que faz fronteira a norte com a República do Congo, a este com a República Democrática do Congo e a oeste com  o Oceano Atlàntico. Segundo o censo populacional realizado em 2014 cabinda possui 688.285 habitantes.

Cabinda divide-se em 4 municípios:  Belize, Buco Zau, Cabinda, Cacongo.

Cultura

Esta província é muito marcada pelas tradições e sobretudo os Bakama perpetuam-nas. São grupos culturais com seitas próprias que aparecem nas festas históricas com máscaras pintadas, vestidos com folhas secas de bananeira e trazem consigo uma vassoura feita de nervuras de folha de palmeira.

A Floresta de Maiombe está no imaginário popular e é palco de vários contos e estórias populares da literatura angolana.

Clima

O clima predominante na província do Cabinda é clima tropical húmido. A temperatura média anual varia entre os 25º e os 30º C.

Natureza

A Reserva Florestal de Kakongo (Maiombe) cobre uma área de 650 km2 e faz fronteira a norte com a República Democrática do Congo, a leste com o rio Luali, a oeste com o rio Inhuca e a sul com a junção do rio Inhuca e Luali.

A Floresta do Maiombe, chamada de ‘mar vegetal’, pela sua impenetrabilidade, é uma floresta tropical cerrada que deslumbra qualquer visitante com os seus magníficos tons verdes. Rica em madeiras preciosas, a sua fauna é composta por gorilas, chimpanzés, elefantes e uma variedade imensa de aves, alguns muito raros.

O Pântano de Lândana é um sítio adequado para a observação de pássaros e um santuário para pelicanos e flamingos.

Foz do rio Chiloango, tal como o próprio rio ao longo do seu curso, é uma atracção turística pela sua beleza.

A Lagoa de Sassa-Zau, situada no Malembo, a 30km a norte da cidade de Cabinda, é um tesouro natural ainda virgem do ponto de vista turístico. Os banhos e a pesca desportiva são imperdíveis.

As Lagoas de Manenga e Tchúqisse, ambas na comuna de Massabi, são ricas em peixe e marisco, dada a sua ligação ao ocenao; têm água ligeiramente salgada dando origem a uma fauna piscatória híbrida.

Praias

Cabinda oferece excelentes praias para desportos marítimos e pesca desportiva, tal como a 10 de Maio, Lândana, Chinga, Fútila, Malembo, Mandarim, Cabassango e Capelo.

Como chegar

Para chegar até a província de Cabinda por um lado temos via área, compra-se bilhete passagem da companhia TAAG Linhas Áreas de Angola no aeroporto doméstico, com destino ao aeroporto provincial que tem a 2ª maior pista do país (Aeroporto Maria Mambo Café) e que recebe aviões de pequeno e grande porte; Por outro lado temos via marítima, através do Porto Comercial de Cabinda.

Onde ficar

A província de Cabinda dispõe de dezenas unidades hoteleiras, como dica o nosso web-site escolheu 4 hotéis para manter a sua estadia confortável e segura, que são as seguintes:

Transporte

Para se deslocar na província poderá encontrar alguns serviços de rent a car em algumas unidades hoteleiras e não só. Também poderá aderir serviços de transporte, táxi personalizado que é o mais formal, ou ainda se precisa de um transporte informal poderá encontrar serviços de moto táxi e serviços de candongueiros.

Pratos típicos e onde comer

Um dos pratos que identifica a cultura angolana é o funge, acompanhado de vários molhos, com carne fresca ou seca, peixe fresco ou seco, e nalguns casos com lagartos comestíveis que é conhecido como o catato e vários outros acompanhantes.

Poderá visitar os seguintes restaurantes para conhecer a gastronomia nacional e internacional:

Restaurante Barra Universal;

Restaurante Chez Wou;

Restauarate Futila Beach.

O que fazer

Visitar o Cemitério M´Buco-M´Buadi, conhecido pelo Cemitério dos Reis de Cabinda, alberga dezenas de esculturas que decoram os jazigos. Marco Histórico do Tratado de Simulambuco. Assinado em 1885 entre os príncipes de Cabinda e os reis de Portugal, foi assinalado pelos nativos com a plantação de uma árvore que existe até hoje. Em 1956, foi erguido um padrão em betão.

Outros locais como as Ruínas da Velha Sé Episcopal do séc. XVI, a Igreja de Lândana do séc.XX construida ao lado da Missão católica da Vila de Lândana, o Palácio do Povo, o Museu de Cabinda, a Igreja de S.Tiago, a Igreja da Nossa Senhora Rainha do Mundo, , a Igreja da imaculada Conceição, a Igreja Mboca e a Igreja de S.António, são locais que merecem a sua visita.

O que trazer na mala

  • Roupa de inverno;
  • Creme hidratante para a pele;
  • Botas da mata para quem deseja explorar as florestas;
  • Óculos de sol;
  • Fatos de banhos;
  • Telefone via satélite “Turaya”

Dicas para gerir suas expectativas

  • Na província de Cabinda as autoridades locais tradicionais (Sobas) é que dão a permissão para efectuar uma determinada visita;
  • Os serviços dos públicos os atendimentos são bastante demorados;
  • Andar com dinheiro em espécie, maior parte do mercado são informais;
  • É notável enchentes em filas de ATM.

Como lembrança na província de Cabinda, poderá levar os seguintes ítens.

  • Peça de roupas feita à mão.
  • Comidas da terra, como Fumbua, kinkwanga, macayabo e outros.
  • Fotografia no mararco histórico do tratado de Simulambuco.

Agora poderá usufruir de uma visita completa à cidade dos Axiluanda. Diga-nos, por favor, se este artigo foi útil para si nos comentários abaixo.

Bom proveito!

Directório

Descobrir  
pt_PTPortuguês