Cunene

A província do Cunene é mais uma parte de Angola a ser explorada, localizada na região sul do país, saiba como chegar, onde ficar, onde comer e o que comer, venha descobrir a terra do Colossal o maior imbondeiro do mundo.

História

A província do Cunene é uma das 18 províncias de Angola localizada na região sul do país. Foi fundada pelo General Pereira D’Eça e foi levada a categoria de província no dia 10 de Junho de 1970, após deixar de ser um distrito da província da Huila. A sua capital é Ondjiva, cujo significado é missanga feita à base de ovos de avestruz.

A região sul foi a última do país a ser ocupada pelo regime colonial (após a morte em combate do Rei Mandume ya Ndemufayo em 1917), Cunene não conheceu grandes investimentos arquitectónicos, a exemplo de muitas outras capitais de província, no período colonial.

A história da província do Cunene é muito conhecida pela bravura dos seus povos, cuja determinação dificultou o projecto de implantação da administração colonial, impondo duras derrotas às tentativas de ocupação do seu território.

Geografia e Dados Demográficos

A província do Cunene dispõe de uma área total 87.342Km2, nos dias actuais a província do Cunene divide-se em 6 municípios: Kahama, Kuanhama, Kuroca, Kuvelai, Namacunde e por fim o município de Ombadja

A província do Cunene faz fronteira com 3 províncias e 1 país que são os seguintes:

Clima

Cunene regista um clima tropical seco, do tipo semi-árido mega térmico, com uma temperatura média anual de 23ºC, com grandes amplitudes térmicas diárias.

O mês em que frio é mais intenso é o mês de Julho com 17ºC e o mês em a província é mais quente é o mês de Outubro com 26ºC.

População

Conta com uma população de 965.288 habitantes (dados de 2014), e contrariamente à maioria da população de Angola, os povos desta província não são de origem Bantu.

Maior parte da população pertencem a etnia Ovambo.

Existem 4 grupos étnicos:

  • Koysan (nómadas que vivem da recolha de frutos silvestres e da caça)
  • Ovambos (que se subdividem em Kwanyamas, Cuamatos e Muvales)
  • Nyanecas Humbes
  • Hereros (que se subdividem em Mucahones e Mutuas)

A língua nacional mais falada no Cunene é o Kwanyama.

Cidade de Ondjiva

A cidade de Ondjiva dispõe uma área total de 2100 Km2, é a capital da província do Cunene. A sua proximidade com a República da Namíbia faz com que ofereça diversos produtos desse país vizinho e da África do Sul. Os preços são mais elevados do que na Namíbia mas mais baratos que no resto de Angola.

As suas estradas e ruas novas e o seu ambiente limpo e próspero, atraem os visitantes para que conheçam a cidade a pé.

Mapa

Natureza

As paisagens do Cunene são caracterizadas por florestas, savanas e estepes.

Os rios mais importantes desta província são o rio Cunene, o rio Kuvelai e o rio Kalonga.

Reserva Natural de Mupa situa-se no norte da província e abrange uma área de 6.600km2. Foi constituida como reserva em 1964 com o objectivo de proteger a fauna local em declínio.

Esta reserva tem uma vasta diversidade de animais: girafas, hienas, leopardos, gungas, rinocerontes, hipopótamos, zebras, elefantes, avestruzes, leões, palancas vermelhas, garças, olongos e impalas.

As Cataratas de Ruacaná, ficam quase na fronteira com a Namíbia, na região de Kalueke, no rio Cunene. Com uma queda de 124m estas cataratas são impressionantes. No entanto, a melhor altura do ano para as visitar é na estação das chuvas pois a barragem existente nesta zona deixa-as praticamente sem água nos períodos mais secos do ano.

Maior imbondeiro do mundo

O Colossal é o nome do o maior embondeiro de mundo se situa na província do Cunene, município de Ombadja, em Xangongo na aldeia de  em Péu-Péu.

Como chegar

Cunene conta com 2 aeroportos, um em Ondjiva e outro na Kahama. Existem ainda aeródromos em Xangongo, Namacunde e Kuroca para aviões pequenos. Na cidade de Luanda os bilhetes de passagem pode ser adquiridos no aeroporto doméstico, ou por via compra online, no site da companhia área TAAG Linhas Áreas de Angola com destino ao aeroporto 11 de Novembro (Ondjiva).

Por via terrestre é possível chegar a Cunene de Luanda, passando pelas províncias do Kwanza Sul, Benguela, Huíla ou Namibe; também se pode chegar pela Namíbia. Em Luanda é possível adquirir os bilhetes de passagem da MACON na Gamek-Vila ou em outros pontos de paragem da companhia rodoviária. Adicionalmente a MACON também faz viagem intencionais para a cidade de Windhoek (Namíbia) e para Kinshasa (RD Congo).

Onde ficar

Para ter uma estadia memorável, poderá escolher as seguintes unidades hoteleiras:

Hotel Aguia Verde, Pensão Piedade S.Clara ou ainda poderá optar em se hospedar no Hotel Villa Okapale.

Transporte

Para se deslocar em Cunene poderá usar os seguintes meios de prestação de serviços à transportes:

Serviço de moto táxi

Os serviços de moto táxi levam os passageiros até o seu destino, existe um preço fixo de cobrança 150 Kwanza que equivale a 0,24 USD, e 0,20 Euros, mas caso a distância for maior que o normal, o preço sofre um aumento.

Transportes públicos

A província dispõe de transportes públicos do tipo autocarros, mini-autocarros, e o táxis azul e branco (Candongueiro).

Pratos típicos e onde comer

Os pratos típicos desta região geralmente é o funge acompanhado de diversos molhos, hortaliças, peixe, e carne. A carne bovina é muito apreciada no cunene.

Para degustar alguns dos pratos típicos na província do Cunene devera visitar os seguintes restaurantes:

O que fazer

Memorial do Rei Mandume, também conhecido como Embala Grande alberga os restos mortais do último rei Kwanyama. Está localizado a 42km de Ondjiva, a meio caminho entre a capital e Santa Clara, em Namacunde. A rodear o memorial estão troncos simbolizando os feitos heróicos dos Kwanyamas contra os portugueses.
Aqui existe também um complexo turístico e empresarial.

Monumento Vau-do-Pembe foi erguido em memória dos portugueses tombados no ato da travessia ao rio Cunene devido a resistência dos nacionalistas.

O que trazer na mala

  • O clima no Cunene é bastante seco, então não pode faltar em sua mala o creme hidratante de pele;
  • Roupas de verão;
  • Maquina fotográfica;
  • Dinheiro em espécie, caso a viagem for de autocarro certamente poderá se deparar com muitos vendedores ao longo da viagem, vendas do mercado informal;
  • Óculos de sol;
  • E boa disposição para descobrir os encantos que a província possui.

Dicas para gerir as suas expectativas

  • Ao viajar em alguma parte do mundo poderá certamente encontrar alguém a lhe prestar um mesmo serviço, mas com atendimentos totalmente diferente. No entanto os atendimentos de certos serviços poderão estar abaixo de suas expectativas, devido a demora, principalmente serviços públicos;
  • Poderá sem deparar com algumas dificuldades de rede para ter acesso à internet, ou chamada de voz em algumas partes da provínci;
  • Existe as autoridades tradicionais alguns pontos de atrações turísticas, para ter acesso, é necessário a autorização das autoridades locais (Soba).

O que levar para casa

Para não sair à província do Cunene de mão vazias, aqui vão algumas dicas do que levar para casa como recordação:

  • Foto no Embala Grande:
  • Obras de arte:
  • Panelas de barro feito a mão:

Finalmente poderá usufruir de uma visita completa à província do Cunene. Diga-nos, por favor, se este artigo foi útil para si nos comentários abaixo.

Bom proveito!

pt_PTPortuguês