Zaire

A província do Zaire é o "berço de Angola" pois é através dela que os antigos distritos de Angola tomaram o estatuto de província. Saiba como chegar no Zaire, descubra os melhores hotéis e os pontos de maior atrações turísticas.

História

Fundada em Abril de 1961, a província do Zaire é uma das 18 províncias de Angola, localizada entre o norte e o oeste do país. A história conta que antigamente a actual província do Zaire, era parte do Reino do Congo, ou seja, a antiga capital do Congo (São Salvador) estava situada na área que agora é Mbanza Congo, a capital do Zaire.

Na verdade, em 1483 depois que o explorador Diogo Cão desembarcou na região, o rei do Congo Nzinga Mbemba estabeleceu um acordo de entendimento comercial com o mesmo, que consistia no tráfico de pessoas (principal matéria de exportação congolesa) que posteriormente seriam escravas.

Historiadores contam que o povo Zairense (Bakongos), fazia a captura e venda dos escravos as forças europeias, que por conseguinte enviavam para o Brasil e São Tomé; todavida, o tráfico de escravos era feito na cidade de Mbanza Congo (antigamente São Salvador) actual capital da província do Zaire.

No entanto, o reino do Congo se manteve instável desde o século XVIII até 1883, quando anteviu a Conferência de Berlim com os outros reinos. Porém, no ano de 1972, todos os distritos de Angola ganharam o estatuto de províncias, depois que o Reino do Congo intendou tutela sobre a província do Zaire e a província de Cabinda.

Consequentemente, após o periodo das guerras, com o ganho da independência de Angola, os escravos que se tornaram refugiados (e os seus descendentes) retornaram a sua mãe Angola.

Dados Geo-Demográficos do Zaire

  • Área Total – 40.130 Km2
  • População – 676 649
  • Temperatura – 26ºC
  • Clima – Tropical de Savana (De Novembro à Maio – época das chuvas; de Junho à Outubro – época seca.)
  • População étnica – Bakongo (grupo etnico bantu)
  • Língua – Kikongo
  • 6 Municípios

A província do Zaire está localizada entre o Oceano Atlântico a oeste, a norte faz fronteira com a República Democrática do Congo, a leste com a província do Uíge, e a sul com a província do Bengo. A província enquadra-se na zona de transição e caracterizada pelo seu terreno plano.

Esta província é constituída pelos seguintes municípios: Mbanza Kongo, Soyo, Nzeto, Cuimba, Noqui, Tomboco.

Como chegar

Para chegar a província do Zaire, tem a opção de viajar de avião ou ainda por estrada (autocarro). Há 2 aeroportos, um no Soyo e outro em Mbanza Congo que recebem aviões de grande e pequenas dimensões.

Avião

A TAAG Linhas Aéreas de Angola tem voos regulares, que podem levar-lhe para 13 das 18 províncias de Angola incluíndo a provícia do Zaire. Chegando no Zaire, desembarcará num dos dois aeroportos, sendo um no Soyo (Aeroporto Comandante Ndozi) e outro em M’banza Congo; ambos fácil acesso aos serviços de táxi.

Autocarro

Os acessos por estrada têm vindo a melhorar e a viagem de Luanda por este meio é agradável devido à bonita paisagem. Portanto, se viajar de avião não for a sua primeira opção, a Macon Transportes é a nossa empresa de serviços de autocarros interprovinciais mais conceituada e que, para além de poder levar-lhe as províncias que deseja em viagens domésticas, tem também a rota Luanda-Windhoek.

De outra forma, tem a Angoreal que também presta serviços de autocarro. Lembre-se que a província do Zaire faz fronteira com as províncias do Uíge e do Bengo. Portanto, não deixe de estender a sua viagem turística para conhecer o Uíge e o Bengo.

Onde ficar

A província do Zaire oferece uma diversidade de alojamento, desde resorts, lodges, hotéis, guesthouses, aldeamentos turísticos, etc.

Ao chegar, encontrará o Kinwica Resort Hotel e o Hotel Nempanzu que ficam localizados no coração da cidade do Soyo perto do emblemático rio Zaire. Em todo o caso, não deixe de fazer a sua reserva pelo Hotéis Angola.

Transporte

Para efeitos de transporte na província do Zaire, não tem com que se preocupar, o Welcome to Angola lhe sugere as opções que se ajustam a todos os bolsos:

Serviços de rent-a-carSkyscanner; Jetcost;

Serviço de táxi semelhante ao Ubber:

Transporte público: Opcionalmente poderá ainda  explorar a opção dos táxis azul e branco que circulam pela cidade. De salientar que, ao usar esses carros não conhecendo a cidade, deve cuidadosamente recorrer a ajuda do lotador (cobrador), do motorista ou de alguém que esteja sentado ao seu lado. O povo angolano é muito acolhedor e sempre pronto a ajudar.

Onde comer

A culinária da província do Zaire é tipicamente baseada em peixe seco ou fresco, que se faz sempre acompanhar do funje de bombó ou simplesmente da mandioca; adicionalmente, o funje de carne seca e a sacafolha (tradicionalmente preparados com folhas de mandioca (kizaca) e misturado com feijão), fazem parte dos pratos típicos do dia-a-dia do povo Zairense. Não deixe de testar a Nfumbua uma iguaria muito frequente no norte do país.

 

Na busca para degustar dos melhores pratos típicos com sabores da terra, caso venha de muito longe, recomendamo-lhe que visite os seguintes lugares onde poderá testar dos pratos típicos da província enquanto conhece mais da cultura daquele povo:

O que fazer

Sendo o “berço de Angola” a província do Zaire dispõe dos melhores pontos turístico culturalpara tornar a sua visita maravilhosa. De facto, para um momento de lazer, a nossa recomendação é que visite a Praia dos Pobres, localizada numa zona nobre da cidade do Soyo; aproveite e chegue até a Praia do Kimbriz que fica a aproximamente 70 km (levam menos de duas horas) do Soyo.

 

Se quiser conhecer a história da província do Zaire, comece por visitar a histórica caverna do Zua Evua. Estas existem a mais de mil anos atrás e ficam a 80 km da capital do Zaire.

Além de conhecer a essencia da história das cavernas que são o “Patrimônio da Humanidade” no Zaire, apreciará o belo encontro entre as águas do mar e as águas do Rio Zaire (o segundo maior rio de Africa). Resumidamente, no lugar onde nasce o rio Zaire, verá o encontro do rio com o mar, que provoca um ruidoso espectáculo de rara beleza nas raízes etno-histórica da província.

Quanto aos monumentos históricos como museus, você não pode deixar de visitar o “Museu Kulumbimbi” o museu dos reis do Congo e antiga habitação do rei de Mbanza Congo. Existem ainda alguns túmulos sagrados onde poderá saber mais da história dos reis tombados pela independência.

Outros lugares de visita obrigatória

O que trazer na mala

A província do Zaire é caracterizada por ter um clima tropical de Savana. Os meses de Junho á Outubro são os meses de baixa humidade (época seca). Enquanto isso, nos meses de Novembro á Maio são frequentes as chuvas (clima húmido). Devido as variações do clima, na província do Zaire, sugere-se que leve consigo roupas que se adequem as duas estações climáticas.

Recomendamos ainda, que ande sempre com dinheiro em mão porque os angolanos ainda vivem da economia informal, especialmente em lugares públicos como mercados.

Se for um visitante internacional, deve ter consigo o seu cartão de vacinas actualizado que é requerido logo no aeroporto.

Dicas para gerir as suas expectativas

A província do Zaire é considerada como o patrimônio cultural de Angola, os zairenses são um povo muito acolhedor, simples e humilde. Têm a sua cultura enraizada, certificando-se que os visitantes da província se sintam inseridos e embarquem no entendimento da cultura do povo.

Infelizmente, Angola ainda enfrenta situações de extrema pobreza, o que tem sido um dos grandes desafios do país. Por conta disso, poderá se deparar com pessoas que pedem ajuda monetária nas ruas da província. O recomendável é que se pretender ajudar, opte por comprar algum bem alimentar, invés de oferecer dinheiro em mão.

Evite circular com o telefone nas mãos, principalmente se for uma rua com pouca iluminação. Existem alguns locais da província onde os miliantes se fazem presente.

Por fim, ande sempre com dinheiro em mão, principalmente se for a um mercado informal.

O que levar para casa

Assim como as outras províncias de Angola, a província do Zaire tem uma variedade de coisas que você pode levar como lembrança para a casa. Desde utensílios domesticos, peças artesanais, acessorios, etc. Você pode levar consigo a obra de arte mais referenciada do país, o Pensador, que é uma das joias da coroa cultural em Angola.

Existem ainda alguns produtos de artesãos para decoração de casa feitos de bambú. Pode ainda levar alguns acessórios, ou uma peça africana da samacaca que também é muito usada na província.

Finalmente poderá usufruir de uma visita completa à cidade de Mbaza Congo. Diga-nos, por favor, se este artigo foi útil para si nos comentários abaixo.

Bom proveito!

pt_PTPortuguês