Bengo

O Bengo é uma província de Angola com lugares exóticos, terra dos ambundus. Saiba como fazer para chegar nesta linda cidade, onde ficar, como se deslocar dentro e fora da cidade, o que comer, onde comer e muito mais.

História

O Bengo é uma província de Angola que encontra-se localizada na região centro norte, é banhada pelo oceano atlântico e tem como províncias vizinhas Luanda, Zaire, Uige, Kwanza Norte e Kwanza Sul.

No ano de 1810 a região sofreu a primeira reforma administrativa, criou-se o distrito dos Dembos, posteriormente este distrito passou a pertencer ao distrito de Luanda, isto em 1857. Passado 4 anos a região sofreu a segunda reforma administrativa com um outro nome distrito de Ambriz, em 1866 o distrito passou novamente a pertencer ao distrito de Luanda.

O Bengo passou a categoria de província no dia 26 de Abril de 1980, após a divisão da província de Kwanza Norte, tendo o Caxito como o município sede, e 3 municípios da província do Kwanza Norte (Pango Aluquém, Dembos e Bula Atumba) estes municípios passaram a pertencer à província do Bengo.

Em 2011 os deputados da Assembleia Nacional aprovaram uma Lei (Lei número 29/11, de 1 Setembro)  que desassociou 2 antigos municípios do Bengo para passarem a pertencer a província de Luanda (Ícolo Bengo, Quissama).

Geografia e dados demográficos

  • Área Total – 25.139km
  • População – 351.579
  • Temperatura Média – 26ºC
  • Clima – Tropical Seco
  • 5 Municípios

Após a reforma administrativa de 2011 a província do Bengo passou a ser composta pelos seguintes municípios:

  • Ambriz
  • Bula Atumba
  • Dembos
  • Nambuangongo
  • Pango Aluquém.

Clima

Bengo tem um clima tropical seco e uma temperatura média anual de 26ºC, registando máxima de 33ºC em Março e mínima de 17ºC em Julho.

População e língua

A província do Bengo faz parte do habitat da etnia dos Ambundu. No entanto, as migrações causadas em Angola pela Guerra da Independência levaram à constituição de núcleos de Bakongo e de Ovimbundu no seu território.

A principal língua nacional falada na província do Bengo é o kimbundu.

Como chegar

Para quem está na província de Luanda e deseja conhecer Bengo, a melhor via de acesso é por estrada. Chega-se até ao Cacuaco, e apanha-se um mini autocarro que chega até ao desvio da Barra do Dande. No desvio deverá novamente pegar um outro mini autocarro que segue viagem até a província do Bengo.

Em media a viagem de carro até a província leva uma duração de 10 horas. Usa-se estrada principal do Catete.

Onde Ficar

Para ter um boa estadia na província de Bengo poderá

Transporte

Para se locomover dentro da província do Bengo poderá usar os taxis do mercado informal chamados de Candogueiros, geralmente são táxis pintados de cor azul e branco. Estes táxis têm paragens especificas e leva aproximadamente 14 lugares.

Como alternativa existe o serviço mototáxi, são motoqueiros que estão localizados em todos os cantos da província do Bengo, este serviço de transporte leva o passageiro até ao seu destino escolhido a um custo de 150 Kwanza, que convertendo em outras moedas são 0,20 Euros, 0,24 Dólar Norte Americano.

Pratos típicos e onde comer

Em Angola cada província tem uma gastronomia diferente. Na província de Bengo, pode-se saborear o peixe cacusso, um peixe de agua doce que pode ser servido com feijão, batata e outros acompanhantes. Como alternativa ao cacusso um dos pratos  típicos desta região é a lagosta.

Para degustar da gastronomia da província do Bengo poderá visitar como alternativa os seguintes restaurantes:

O que fazer

A província do Bengo dispõe de varias atrações turísticas, lugares exóticos que não podem deixar de serem visitados, dentre os quais podemos destacar as reservas florestais, praias, rios, lugares de peregrinação, ruínas e muito mais.

Visitar a Reserva Florestal de Kibinda: Situa-se na província do Bengo. Tem uma extensão de 100km2 e é uma floresta húmida de nevoeiros. Esta floresta está limitada a norte com a picada que vai do Nova Caipemba ao Kitexe, a sul com a estrada que vai do Kitexe a Aldeia Viçosa a leste com o rio Loge e a oeste com o rio Vamba.

Visitar a Reserva Florestal de Kibaxi-Piri tem uma área de 200km2 e é limitada a norte e leste pelo rio Loma e a sul e a oeste pelo rio Ocua. Tem diferentes tipos de vegetação como floresta húmida de nevoeiros semi-decidua, poliestrata, guineense-zambeziaca e mesoplástica: Celtis, Albiza, Morus, Ficus, etc.

Visitar as Praias

Como opção poderá visitar as seguintes praias que dispõe de lindo paisagismo. São magníficas praias excelente para pesca, desportos marítimos, mergulho e surf (Praia de Cabo Ledo).

  • Praia do Sangano
  • Praias de Cabo Ledo
  • Praia da Pambala
  • Praia de Santiago

Visitar o Rio Bengo

O rio Bengo (ou Dande) corre de este a oeste através da província, desaguando no Atlântico a cerca de 20km a norte de Luanda. Nos seus cursos mais elevados há rápidos, enquanto que nas zonas mais baixas há lagos e lagoas.

Conhecer a vila da Muxima

Muxima, uma pequena vila, deve a sua importância à peregrinação com destino à sua igreja do séc.XVI, a Igreja de Nossa Senhora de Muxima.

A Igreja de Nossa Senhora da Muxima – construída entre 1641-1648, é monumento nacional desde 1924 e situa-se em Muxima, a 130 km de Luanda. Alberga o Santuário da Nossa Senhora de Muxima e recebe milhares de peregrinos, sobretudo em Setembro, na Festa da Nossa Senhora da Muxima.

Também a Fortaleza da Muxima é imperdível; situada num monte na margem esquerda do rio Kwanza foi construída por portugueses em 1599 para defesa de mercadorias e escravos face aos holandeses.

Ruínas

Há também diversas Ruínas que valem a visita: Farol do Cal de bom Jesus, Antiga Igreja dos Jesuítas da Barra do Dande e Sítio Arqueológico de Ambriz, nomeando apenas algumas.

O que trazer na mala

  • Roupas de verão;
  • Óculos de sol;
  • Trajes para banho;
  • Cremes hidratantes para pele;
  • Dinheiro em espécie;
  • Máquina fotográfica.

Dicas para gerir as suas expectativas

  • O Bengo é uma cidade sem trânsito (fácil a circulação de automóveis);
  • A qualidade do atendimento dos serviços podem não superar as expectativas (Principalmente serviços públicos);
  • É possível se deparar com problemas de energia eléctrica;
  • No serviço de moto táxi em alguns casos, o preço poderá ser acrescido de acordo a distância percorrida;
  • Em alguns municípios não há cobertura da rede móvel;
  • Existe lugares turísticos que para ter acesso primeiramente é necessário as autoridades locais (Soba) darem a autorização

O que levar para casa

Como recordações à visita na província do Bengo poderá levar consigo as seguintes recordações:

  • Levar replica de uma peça Kijinga: O chapéu é considerado símbolo do poder tradicional.
  • Tirar uma foto no Monumento do Jacaré Bangão: Na imagem animal segura com os dentes uma bolsa de dinheiro. Segundo as lendas o animal terá pago um imposto ao soba de Caxito, por recusar a população contra a imposição colonial.
  • Levar peixe cacusso seco o fresco.

Com este guia turístico poderá usufruir de uma visita completa à província do Bengo. Diga-nos, por favor, se este artigo foi útil para si nos comentários abaixo.

Bom proveito!

Directório

Descobrir  
pt_PTPortuguês